Search

Projeto Jequitaí: demanda histórica

A Assembleia Legislativa (ALMG) celebrará no dia 08/04/24, às 19h, em sessão no Plenário, o cinquentenário da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), atendendo a requerimento (5.532/24) do deputado Gil Pereira, que descreve a importância da sua atuação: “A empresa pública tem contribuído para transformar a realidade de milhões de pessoas, através de efetivos programas, inclusivos e integrados, com foco na produção sustentável e no acesso à água.”

“Vamos comemorar também o leilão do Projeto Hidroagrícola de Jequitaí, sonhado há décadas e que agora é realidade. Trará desenvolvimento e segurança hídrica, com 23,7 mil hectares irrigados e 100 mil empregos diretos e indiretos”, informou Gil Pereira, que preside a Comissão de Minas e Energia.

Projeto Jequitaí: demanda histórica

Em dia histórico para o Norte de Minas, o Projeto Jequitaí foi arrematado (1º/03/24) pelo Grupo Fortaleza de Santa Teresinha – Agricultura e Pecuária, em leilão de concessão realizado pela Codevasf, em parceria com os ministérios do Desenvolvimento Regional (MIDR) e de Minas e Energia (MME).

“Teremos, agora, os recursos para retomada e conclusão das obras, iniciadas em 2013, quando fui secretário de Estado da Sedinor-MG, na gestão do então governador Antonio Anastasia, a quem dirijo especial agradecimento. Estimativa do total de investimentos é de R$ 1,5 bilhão e produção de 350 mil toneladas de alimentos, principalmente grãos e frutas”, declarou Gil Pereira.

Empresa pública

A Codevasf é uma empresa pública de direito privado, criada pela Lei nº 6.088, de 16 de julho de 1974, de capital social pertencente integralmente à União e vinculada, atualmente, ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MIDR), tendo como objetivo “erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais”.

A Codevasf atua em 172 municípios por meio da 1ª Superintendência Regional, com sede em Montes Claros e jurisdição em Minas Gerais, abrangendo parte da Bacia do Rio São Francisco, bem como parte das bacias dos rios Pardo, Jequitinhonha e Mucuri.

Também em MG, atua em 184 municípios por intermédio da 16ª Superintendência Regional, sediada em Belo Horizonte, abrangendo, além de áreas das bacias dos rios São Francisco e Araguari, pequena porção de outras bacias mineiras.

Rio São francisco

A história da Codevasf está associada à importância do Rio São Francisco para o crescimento social e econômico brasileiro. Após atualizações da sua área de abrangência, a Lei nº 14.053/2020 incorporou à Codevasf as bacias federais dos rios Pardo, Jequitinhonha e Mucuri, bem como as bacias estaduais dos rios Araguari no Amapá e seu homônimo em Minas Gerais.

Assim, a Companhia passou a atuar em 3.113.903,78 km², abarcando 36,59% do território nacional, 2.675 municípios, em quinze estados: Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins, além do Distrito Federal.

Compartilhe nas suas redes sociais:

Lorena Cordeiro

Lorena Cordeiro

Jornalista e mestre em Comunicação pela Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP. Repórter no Portal Bem Minas desde 2020 nas editorias Meio Ambiente, Mineração e Energias Renováveis.

Artigos em alta