Pesquisar

Passagem do metrô de BH fica mais cara a partir de segunda-feira (01)

De acordo com o Governo de Minas Gerais o valor passará de R$ 5,30 para R$ 5,50, um aumento de 3,77%.
Passagem do metrô de BH fica mais cara a partir de segunda-feira (01). Foto: Agência Brasil
Agência Brasil/Divulgação

A partir da próxima segunda-feira (01), a passagem do metrô de Belo Horizonte ficará mais cara. De acordo com o Governo de Minas Gerais o valor passará de R$ 5,30 para R$ 5,50, um aumento de 3,77%, correspondente ao período de março de 2023 a março de 2024.

O aumento foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta quinta-feira (27) pela Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra).

O mais recente reajuste tarifário do sistema metroviário da Região Metropolitana ocorreu em 1º de julho de 2023, quando a tarifa passou de R$ 4,50 para R$ 5,30.

Contrato de concessão 

Em dezembro de 2022, o Grupo Comporte venceu o leilão do metrô de Belo Horizonte, apresentando uma proposta de R$ 25,7 milhões. Em março de 2023, o grupo assinou com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) o contrato de compra e venda de ações da Veículo de Desestatização MG Investimentos (VDMG), controladora da Companhia Brasileira de Trens Urbanos de Minas Gerais (CBTU-MG). Além disso, firmou o contrato de concessão do metrô com o Governo de Minas.

Linha 2 

A concessionária será responsável por modernizar e ampliar a Linha 1, além de concluir a construção da Linha 2, e por gerir, operar e manter os serviços durante um período de 30 anos.

É esperado que o projeto da Linha 2 contribua com mais de 28 mil empregos diretos e indiretos ao longo do contrato, além de promover uma melhora na qualidade dos serviços oferecidos à população.

Mapa da Linha 2 

  • Nova Suíça;
  • Amazonas;
  • Nova Gameleira;
  • Nova Cintra;
  • Vista Alegre;
  • Ferrugem;
  • Barreiro.

O projeto para revitalizar as 19 estações da Linha 1 já está em andamento e inclui a compra de novos trens equipados com ar-condicionado, reformas nas estações e várias atualizações tecnológicas nos sistemas, como a instalação de wi-fi gratuito para a população. 

Compartilhe nas suas redes sociais:

Lorena Cordeiro

Lorena Cordeiro

Jornalista e mestre em Comunicação pela Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP. Repórter no Portal Bem Minas desde 2020 nas editorias Meio Ambiente, Mineração e Energias Renováveis.

Mais artigos de Lorena