Pesquisar

Obras e dengue: quais os cuidados necessários?

Veja onde a água pode ficar parada durante as obras e quais os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito e da doença

Em 2024, estamos enfrentando uma preocupante epidemia de dengue, e os canteiros de obras não estão imunes a essa situação. A dengue é uma doença viral transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, e sua propagação pode ter consequências devastadoras para a saúde pública. 

O mosquito da dengue nasce e se reproduz em água parada e limpa, ou seja, ao deixar locais que acumulem água, damos margem ao surgimento deste mosquito. Neste momento em que estamos vivendo, é crucial adotar medidas preventivas rigorosas nos canteiros de obras para evitar a proliferação do mosquito e proteger a saúde dos trabalhadores e da comunidade circundante.

Onde a água pode acumular em uma obra

Nos canteiros de obras, é comum encontrar uma série de locais propícios para o acúmulo de água, criando condições ideais para a reprodução do mosquito Aedes aegypti. Entre esses locais estão:

Bandejas de concreto

Durante a fase de construção, as bandejas de concreto podem acumular água da chuva, servindo como locais propícios para a reprodução de mosquitos.

Baldes e carrinhos de mão

Baldes e carrinhos de mão deixados ao ar livre podem encher de água das chuvas, por exemplo, criando condições favoráveis para a proliferação do mosquito.

Lonas e plásticos

Lonas e plásticos utilizados para cobrir materiais de construção podem acumular água da chuva e se tornar criadouros para os mosquitos.

Recipientes descartados

Garrafas plásticas, latas, pneus e outros recipientes descartados podem se tornar criadouros ideais para o mosquito da dengue se não forem descartados corretamente.

Caixas d’água e reservatórios

Caixas d’água mal vedadas, sem manutenção adequada ou sem tela de proteção podem se tornar focos de reprodução do mosquito.

Áreas com acúmulo de água de chuva

Valas, buracos e depressões no terreno podem acumular água da chuva, criando condições favoráveis para a proliferação do mosquito.

Dicas para evitar o acúmulo de água

Para prevenir a formação de focos de reprodução do mosquito da dengue nos canteiros de obras, é essencial adotar práticas de gestão de água eficazes, tais como:

Inspeções regulares

Realize inspeções periódicas em todo o canteiro de obras para identificar e eliminar locais com água parada, evitando criadouros de mosquitos. Essa inspeção deve ocorrer especialmente quando se está em período de chuvas, pois é o momento com maior risco para acúmulo de água.

Manutenção das caixas d’água

Mantenha a caixa d’água limpa e devidamente tampada. A limpeza deve ser feita regularmente, pelo menos a cada seis meses, e é importante instalar telas ou filtros nas aberturas de entrada e saída de água para evitar a entrada de mosquitos e a saída de larvas.

Descarte adequado de recipientes

Descarte corretamente garrafas, latas, pneus e outros recipientes que possam acumular água. Caso não vá descartar o recipiente para reutilização de alguma maneira, lembre-se de deixá-los tampados ou virados para baixo. 

Drenagem de áreas propensas

Implemente medidas para drenar áreas propensas ao acúmulo de água de chuva, como valas e buracos, e evite deixar poças de água estagnada no canteiro de obras.

Conscientização dos trabalhadores

Eduque e conscientize os trabalhadores sobre a importância de prevenir a dengue e como agir para evitar o acúmulo de água nos locais de trabalho. Essa prática será de grande ajuda para todos.

Os perigos da dengue

A dengue pode causar uma variedade de sintomas, desde febre alta e dores no corpo até complicações graves, como hemorragia e choque hemorrágico, que podem levar à morte. Além disso, a epidemia de dengue pode sobrecarregar os sistemas de saúde já fragilizados, dificultando o acesso a tratamento adequado para os pacientes.

Fique atento aos seguintes sintomas da dengue:

Febre alta

Dores de cabeça intensas

Dores no corpo e nas articulações

Náuseas e vômitos

Erupções cutâneas

Sangramento de gengivas e nariz

Fadiga extrema

Dor atrás dos olhos

Ao identificar alguns dos sintomas, procure um médico para realizar exames e confirmar o diagnóstico da dengue e também ter o tratamento adequado.

Lembre-se de utilizar repelentes e se prevenir durante a realização de uma obra, seguindo as dicas de como evitar água parada. Dessa forma, todos podemos colaborar para a prevenção da doença.

Com: Dalton Ribeiro – HedgehogDigital

Compartilhe nas suas redes sociais:

Lorena Cordeiro

Lorena Cordeiro

Jornalista e mestre em Comunicação pela Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP. Repórter no Portal Bem Minas desde 2020 nas editorias Meio Ambiente, Mineração e Energias Renováveis.

Mais artigos de Lorena