Lanterna do Campeonato Mineiro, sem vitória e com apenas dois pontos somados em cinco partidas, o Villa Nova anunciou reforços e dispensas para buscar a recuperação.

O clube de Nova Lima contratou sete jogadores e comunicou o desligamento de cinco atletas começaram o Estadual com o grupo. Outra mudança foi a troca na cúpula do futebol: o auxiliar técnico Luizinho, ex-zagueiro e formado no Leão, assume o lugar antes ocupado por Pedro Cirino.

O Villa Nova anunciou os seguintes reforços: o zagueiro Diego Macedo, 31 anos, ex-Goytacaz-RJ, o lateral-direito Alan Silva, 27, ex-Iporá-GO, o meio-campo Leandro Chaves, 35, ex-Olaria-RJ, e os atacantes Gean Moreno, 31, que estava no Campos-RJ, Edu Jr, 25, ex-Nova Iguaçu-RJ, e Jonathan Bryan, de 25 e que foi cedido pelo Santa Cruz-PE. Outra contratação do Leão do Bonfim é o goleiro Delone, de 32. 
 
O clube de Nova Lima anunciou as dispensas do goleiro Alex, do lateal-esquerdo Danilo, do meio-campo Leônidas e do atacante Cantanhede. Já o atacante André, que tem os direitos vinculados ao Villa Nova, será emprestado. 
 
O Villa Nova vive situação de alerta com a péssima campanha no Mineiro. O time de Nova Lima empatou duas vezes, contra Guarani (0 a 0), em casa, e Tupi (1 a 1), em Juiz de Fora. O Leão do Bonfim já sofreu três goleadas, diante do Tupynambás (5 a 1), no Castor Cifuentes, América (5 a 0), no Independência, e Cruzeiro (3 a 0), também como mandante. O alvirrubro tem a pior defesa do Estadual: foi vazado 12 vezes e marcou só duas, saldo negativo de 10.
 
O Villa Nova, que trocou o treinador - Eugênio Souza assumiu no lugar de Fred Pacheco depois da goleada diante do América -, volta a campo diante do Patrocinense, no próximo domingo, às 11h, no Estádio Castor Cifuentes. O Leão está empatado em pontos com a URT, mas com grande desvantagem no saldo de gols - a equipe de Patos de Minas tem saldo negativo de cinco.
 
Fonte: Super Esportes
Imagem: Google Imagens