23 de abril de 2019



Filarmônica de Minas Gerais realiza Concertos para a Juventude neste domingo, com entrada gratuita

COM O REGENTE CONVIDADO ROSSINI PARUCCI

Por Redação Bem Minas

Publicado as 11/04/2019 13:29

No dia 14 de abril, às 11h, na Sala Minas Gerais, a Filarmônica de Minas Gerais realiza mais uma edição dos Concertos para a Juventude. O concerto terá regência do maestro convidado Rossini Parucci, um dos jovens regentes que participou de uma das dez edições do Laboratório de Regência promovido anualmente pela Orquestra. Enquanto os Concertos para a Juventude buscam promover descobertas e encontros com a música sinfônica, o Laboratório de Regência está atento ao compasso com as novas gerações de regentes. A união dessas duas frentes educacionais da Filarmônica resultou em repertórios diversificados e abrangentes. Os Concertos para a Juventude têm entrada gratuita e seus ingressos serão distribuídos a partir do dia 9 de abril, ao meio-dia, na bilheteria da Sala Minas Gerais.

 

O concerto terá como tema os Ritmos Latino-americanos, com as obras Abertura Brasileira, de KriegerBachianas Brasileiras nº 4: Dança (Miudinho), de Villa-Lobos; Batuque, de FernandezAdiós Nonino ePrimavera Portenha, de PiazzollaTrês Aires Chilenos, de Soro; e Danzón nº 2, de Márquez.

 

Os próximos Concertos para a Juventude estão marcados para 23 de junho (Formas Musicais – Regência de Anderson Alves), 18 de agosto (O resumo da Ópera – Regência de Edson Piza), 29 de setembro(Identidades Sonoras – Regência de Natalia Larangeira) e 24 de novembro (Corpo em movimento – Regência de José Soares).

 

Este concerto é apresentado pelo Ministério da Cidadania, Governo de Minas Gerais e Localiza Hertz e conta com o Apoio dos Amigos da Filarmônica por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

 

Rossini Parucci, regente convidado

 

Natural de Londrina, Rossini Parucci iniciou seus estudos em composição e regência com o maestro Othonio Benvenuto e em técnica vocal com Semiramis Lück. No contrabaixo, foi orientado por Francisco das Chagas, Sérgio de Oliveira, Waldir Bertipaglia e Catalin Rotaru. Estudou regência orquestral com Wayne Bailey e Neil Thomson. Como regente, já esteve à frente do Madrigal de Londrina, Coral Viva Voz, All Saints Chamber Choir e Orquestra de Câmara Solistas de Londrina. Graduado em Música pela Arizona State University, Estados Unidos, atualmente integra o naipe de Contrabaixos da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. Rossini participou do Laboratório de Regência em 2018.

 

Sobre a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais

 

Criada em 2008, desde então a Filarmônica de Minas Gerais se apresenta regularmente em Belo Horizonte. Em sua sede, a Sala Minas Gerais, realiza 57 concertos de assinatura e 12 projetos especiais. Apresentações em locais abertos acontecem nas turnês estaduais e nas praças da região metropolitana da capital. Em viagens para fora do estado, a Filarmônica leva o nome de Minas ao circuito da música sinfônica. Através do seu site, oferece ao público diversos conteúdos gratuitos sobre o universo orquestral. O impacto desse projeto artístico, não só no meio cultural, mas também no comércio e na prestação de serviços, gera em torno de 5 mil oportunidades de trabalho direto e indireto a cada ano. Sob a direção artística e regência titular do maestro Fabio Mechetti, a Orquestra conta, atualmente, com 90 músicos provenientes de todo o Brasil, Europa, Ásia, Américas Central e do Norte e Oceania, selecionados por um rigoroso processo de audição. Reconhecida com diversos prêmios culturais e de desenvolvimento econômico, ao encerrar seus 10 primeiros anos de história, a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais recebeu a principal condecoração pública nacional da área da cultura. Trata-se da Ordem do Mérito Cultural 2018, concedida pelo Ministério da Cultura, a partir de indicações de diversos setores, a realizadores de trabalhos culturais importantes nas áreas de inclusão social, artes, audiovisual e educação. A Orquestra foi agraciada, ainda, com a Ordem de Rio Branco, insígnia diplomática brasileira cujo objetivo é distinguir aqueles cujas ações contribuam para o engrandecimento do país.

 

O corpo artístico Orquestra Filarmônica de Minas Gerais é oriundo de política pública formulada pelo Governo do Estado de Minas Gerais. Com a finalidade de criar a nova orquestra para o Estado, o Governo optou pela execução dessa política por meio de parceria com o Instituto Cultural Filarmônica, uma entidade privada sem fins lucrativos qualificada com os títulos de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) e de Organização Social (OS), um modelo de gestão flexível e dinâmico, baseado no acompanhamento e avaliação de resultados.

 

Os números da Filarmônica de Minas Gerais (dados até 14/12/2018, último concerto de 2018)

 

1.061 milhão espectadores

818 concertos realizados

1.051 obras interpretadas

104 concertos em turnês estaduais

39 concertos em turnês nacionais

5 concertos em turnê internacional

90 músicos

589 notas de programa publicadas no site

188 webfilmes publicados (20 com audiodescrição)

1 coleção com 3 livros e 1 DVD sobre o universo orquestral

4 exposições itinerantes e multimeios sobre música clássica

4 CDs pelo selo internacional Naxos (Villa-Lobos e Nepomuceno)

1 CD pelo selo nacional Sesc (Guarnieri e Nepomuceno)

 

SERVIÇO:

 

Concertos para a Juventude – Ritmos Latino-americanos

14 de abril – 11h

Sala Minas Gerais

 

Rossini Parucci, regente convidado

 

KRIEGER              Abertura Brasileira

VILLA-LOBOS      Bachianas Brasileiras nº 4: Dança (Miudinho)

FERNANDEZ                           Batuque

PIAZZOLLA/Mechetti           Adiós Nonino

PIAZZOLLA/Mechetti           Primavera Portenha

SORO                                     Tres Aires Chilenos

MÁRQUEZ                             Danzón nº 2

 

Concerto gratuito

Ingressos distribuídos a partir do dia 9 de abril de 2019 (terça-feira anterior ao concerto), a partir do meio-dia, somente na bilheteria da Sala Minas Gerais. No dia do concerto, a partir das 9h, serão distribuídos 300 ingressos.

 

 

Funcionamento da bilheteria:

Sala Minas Gerais – Rua Tenente Brito Melo, 1090 – Bairro Barro Preto

De terça-feira a sexta-feira, das 12h às 20h.

Aos sábados, das 12h às 18h.

Em quintas e sextas de concerto, das 12h às 22h

Em sábados de concerto, das 12h às 21h.

Em domingos de concerto, das 9h às 13h.

 

Informações: (31) 3219-9000 ou www.filarmonica.art.br

 

Os Concertos para a Juventude na Temporada 2019

 

JUVENTUDE 1 | 24 de fevereiro, 11h

Flávio Lago, regente convidado

Dvorák, Suppé, Tchaikovsky, Saint-Saëns, Mendelssohn, Dukas

Os ingressos poderão ser retirados a partir do dia 19 de fevereiro, ao meio-dia.

 

JUVENTUDE 2 | 14 de abril, 11h      

Rossini Parucci, regente convidado

Krieger, Villa-Lobos, Fernandez, Piazzolla, Soro, Márquez

Os ingressos poderão ser retirados a partir do dia 9 de abril, ao meio-dia.

 

JUVENTUDE 3 | 23 de junho, 11h

Anderson Alves, regente convidado

Mozart, Tchaikovsky, Dvorák, Bizet, Sibelius, Grieg, A. Alves

Os ingressos poderão ser retirados a partir do dia 18 de junho, ao meio-dia.

 

JUVENTUDE 4 | 18 de agosto, 11h

Edson Piza, regente convidado

Wagner, Rossini, Verdi, Puccini, J. Strauss Jr., Tchaikovsky

Os ingressos poderão ser retirados a partir do dia 13 de agosto, ao meio-dia.

 

JUVENTUDE 5 | 29 de setembro, 11h

Natália Larangeira, regente convidada

Beethoven, Smetana, Brahms, Rimsky-Korsakov, J. Strauss Jr., Ravel, Elgar, Guarnieri

Os ingressos poderão ser retirados a partir do dia 24 de setembro, ao meio-dia.

 

JUVENTUDE 6 | 24 de novembro, 11h

José Soares, regente convidado

Haendel, Mozart, Haydn, Brahms, Dvorák, Offenbach, Tchaikovsky, Fauré, Nepomuceno, Santoro

Os ingressos poderão ser retirados a partir do dia 19 de novembro, ao meio-dia.

 

 

Informações para imprensa:

Personal Press

Polliane Eliziário – polliane.eliziario@personalpress.jor.br – (31) 99788-3029

Raquel Braga – raquel.braga@personalpress.jor.br – (31) 99548-9158


Comentários



© Copyright 2019. Portal Bem Minas.