Search

BH e mais de 600 cidades de Minas fazem ‘Dia D’ contra arboviroses neste sábado (23)

Prefeituras que ainda não aderiram ao movimento podem entrar em contato com a Unidade Regional de Saúde de sua cidade.

Neste sábado (23) a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG)  realiza o dia “Dia D” contra  arboviroses. O projeto é coordenado por meio das 28 Unidades Regionais de Saúde.

De acordo com a SES-MG mais de 600 cidades em Minas Gerais já se uniram à iniciativa “Minas Unida no Combate ao Mosquito”, que promove uma série de atividades de sensibilização e educação para orientar os cidadãos sobre a importância de manter seus espaços livres de criadouros do Aedes aegypti.

O movimento, intitulado como “Minas Unida no Combate ao Mosquito”, inclui a realização de blitz educativas, passeatas, atividades lúdicas em escolas e locais de grande concentração, distribuição de material informativo, palestras e debates, bem como visitas domiciliares para instruir e conscientizar os moradores sobre sua responsabilidade diária no combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Ainda segundo a SES-MG, prefeituras que ainda não aderiram ao movimento podem entrar em contato com a Unidade Regional de Saúde de sua cidade. Escolas, empresas, universidades e qualquer cidadão interessado também podem participar. 

Para mais informações e direcionamento para a equipe de Mobilização, entre em contato pelo Whatsapp através do número (31) 3916-0648.

A população pode conferir a programação de cada cidade e outras informações neste link

Belo Horizonte

Em Belo Horizonte, as medidas preventivas serão implementadas em todas as nove regiões da cidade. Na região da Pampulha, está prevista uma ação de limpeza em colaboração com a Superintendência de Limpeza Urbana (SLU), bem como o uso estratégico de drones para realizar mapeamento e eliminar eventuais focos do mosquito. Também serão reforçadas as vistorias realizadas pelos Agentes de Combate a Endemias (ACE) nos diferentes imóveis da região.

O Mobiliza SUS, equipe de mobilização da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte, também conduzirá abordagens educativas, distribuindo materiais informativos sobre a prevenção da dengue, chikungunya e zika. Os mobilizadores reforçarão a importância dos cuidados, fornecendo orientações à população. 

Às 9h, no Centro de Saúde Santa Terezinha, localizado na Rua Senador Virgílio Távora, 157, bairro Santa Terezinha, estarão presentes o subsecretário de Vigilância em Saúde do Estado, Eduardo Prosdocimi, e a subsecretária de Promoção e Vigilância à Saúde da capital, Thaysa Drummond, para acompanhar a ação e fornecer informações à imprensa.

Confira algumas dicas para se prevenir contra o Aedes aegypti: 

Lixeiras sempre tampadas;

Quintal sem lixo ou entulho;

Toneis e Caixas d’água tampadas;

Ralos limpos e com aplicação de tela;

Retire os pratinhos das plantas;

Retire água acumulada na área de serviço;

Garrafas e baldes virados para baixo;

Reservatórios de água de ar-condicionado, geladeira e umidificador vazios e secos;

Atenção com plantas que podem acumular água. Coloque-as em local aberto;

Bebedouros de animais lavados com bucha ou escova;

Ralos internos e externos e calhas de chuva mantidos limpos;

As lonas usadas para cobrir objetos devem ficar bem esticadas para evitar formação de poças de água.

MINAS GERAIS

De acordo com informações do Ministério da Saúde, os casos de dengue em Minas Gerais correspondem a aproximadamente um terço de todas as notificações no Brasil. Além disso, o estado registrou 66 mortes confirmadas pela doença desde o início do ano.

Na segunda-feira (11)  foi inaugurado em Belo Horizonte um novo centro de atendimento dedicado exclusivamente às pessoas com sintomas de dengue, chikungunya e zika. O local também tem como objetivo realizar ações de assistência e cuidados necessários para as doenças transmitidas pelo mosquito. A capital mineira também conta com dois hospitais temporários, um hospital de campanha e outros dois centros exclusivos para pacientes com arboviroses.

O panorama epidemiológico da dengue em Minas Gerais neste ano é mais grave do que em 2023. Os 464.223 casos prováveis registrados no estado nas primeiras semanas de 2024 já ultrapassam todos os casos contabilizados ao longo do ano passado, que foram 408.393.

Após o aumento repentino dos casos de dengue, Minas Gerais declarou emergência em saúde pública em 27 de janeiro, facilitando o acesso a recursos federais e agilizando os procedimentos para combater a doença. Da mesma forma, Acre, Distrito Federal, Goiás, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Santa Catarina e São Paulo também decretaram emergência devido ao aumento das notificações de dengue.

Compartilhe nas suas redes sociais:

Lorena Cordeiro

Lorena Cordeiro

Jornalista e mestre em Comunicação pela Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP. Repórter no Portal Bem Minas desde 2020 nas editorias Meio Ambiente, Mineração e Energias Renováveis.

Artigos em alta